Herdeiros de Dona Marisa Letícia agora podem provar que juiz se confundiu com os números 

09/05/2020

O processo movido pelos herdeiros da Dona Marisa Letícia contra o deputado Eduardo Bolsonaro e a secretaria de Cultura Regina Duarte, ganhou um reforço de peso. O juiz Carlos Henrique André Lisbôa, da 1ª Vara da Família e das Sucessões de São Bernardo do Campo, admitiu que errou ao confundir investimento automático em CDBs com valor nominal de debêntures ao listar um saldo de R$ 256 milhões no inventário da ex-primeira-dama, Marisa Letícia. De acordo com as afirmações do Juiz o valor dos CDBs eram de R$ 26 mil, conforme apresentou o advogado da família. Faltou ao Juiz se desculpar, já que esse erro motivou o disparo de fakes news nas redes. São fatos como esses que fazem alguns congressistas tentam paralisar a CPMI das fakes news.