Até aqui nos ajudou o Senhor

Trump nega venda de ventiladores pulmonares a Cuba

14/04/2020

A que ponto chega a desumanidade, o diretor-geral da América Latina e do Caribe do Ministério de Relações Exteriores de Cuba (Minrex), Eugenio Martínez Enríquez, denunciou que o governo Trump suspendeu a venda por empresas americanas, de ventiladores pulmonares a Ilha de Cuba. É impressionante ver nesse momento difícil a ilha enviar pessoal médico para vários países para ajudar no combate à pandemia, e o governo norte americano proibir a venda de equipamentos importantes a manutenção da vida. A empresa Medicuba é uma entidade do próprio Ministério da Saúde Pública do país, ao tentar adquirir esses equipamentos dos fabricantes IMT Medial AG e Acutronic, seus fornecedores habituais,recebeu a informação que as duas empresas haviam sido adquiridas pela Vyaire Medical Inc., com sede em Illinois e que a diretriz da nova direção era que "a diretriz corporativa o que temos hoje é suspender qualquer relação comercial com a Medicuba". Enríquez completa dizendo. "Enquanto a ONU e outras vozes no mundo pedem cooperação e solidariedade nesses tempos de pandemia, o governo dos Estados Unidos persiste em seu bloqueio genocida contra Cuba e outras nações. A maior potência do mundo nega o direito à vida em uma cidade pequena e em dificuldades, que hoje oferece ajuda solidária ao pessoal de saúde em 59 países do mundo e já enviou quase duas dúzias de brigadas de assistência médica para o mesmo número de pessoas. países que precisam de pessoal de saúde para enfrentar os ataques do COVID-19".