Até aqui nos ajudou o Senhor

Governador do Rio de Janeiro destaca segurança especial para o empresario Paulo Marinho

19/05/2020

O empresário Paulo Marinho, entregou na sexta-feira (15) uma carta ao governador Wilson Witzel do Rio de Janeiro, onde relata estar recebendo ameaças de morte, após denunciar o suposto golpe nas eleições de 2018 que ajudou a eleger o presidente e seus filhos. O governador determinou segurança especial para Marinho e sua família, até que os fatos se esclareçam. Marinho em uma entrevista a colega Mônica Bergamo da Folha de São Paulo, revelou que o atual senador Flávio Bolsonaro foi avisado com antecedência por um delegado da PF do Rio de Janeiro, sobre a operação Furna da Onça, que investigava as rachadinhas". De acordo com o aviso, Queiroz, seu assessor á época na Alerj e sua filha assessora no gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro,estariam na mira da investigação. Ambos após a informação privilegiada foram exonerados. Em outra fala na entrevista, Marinho coloca o clã em estado de alerta máximo a citar que o em ministro Bebiano, falecido em 14 de março, teria várias gravações de conversas comprometedoras do governo. Depois do vídeo da reunião '22', isso é tudo que o governo não quer.