Deputados estão dispostos a desobedecer o STF é pagar pra' ver

04/06/2020

O STF está sendo achincalhado por deputados que foram chamados a depor no inquérito que apura a divulgação de notícias falsas e já declararam em alto em bom tom que não se apresentarão. Dos seis deputados chamados a depor, somente a deputada Carla Zambelli. A deputada que deveria depor ontem , comunicou através de sua defesa que só iria depor depois que tivesse acesso às investigações. Na petição dirigida ao relator o inquérito, o ministro Alexandre de Moraes, o advogado Huendel Rolim disse que "não há possibilidade da peticionante (Carla Zambelli) ser ouvida no referido procedimento, sem que se tenha conhecimento do que de fato é investigada". "Faz-se imprescindível a concessão ao amplo acesso às cópias dos autos do INQ. 4781, para só depois, seja efetivada a apresentação da peticionante junto à competente autoridade policial para os fins que destinam a sua intimação, qual seja, a tomada de seu depoimento", diz o documento. Todos os alvos da investigação tem acesso aos trechos da investigação que fazem parte a seu respeito. Embora a defesa dos alvos tentem criar um quadro de ilegalidade ao inquérito, ele é perfeitamente legal e provavelmente é o que ficara comprovado no julgamento do plenário da corte na próxima semana.