Seria cômico se não fosse trágico.

07/06/2020

Entre os absurdos ditos por apoiadores desse governo, a marca da semana fica por conta do deputado federal Osmar Terra, cotado e não aceito para o ministério da Saúde Terra foi às redes sociais na quinta-feira (4) para dizer que o Brasil nunca teve mais de mil óbitos em 24 horas. Após essa declaração o Brasil atingiu essa marca dois dias seguidos. "Número de óbitos da Covid oscila muito,no papel! Num dia cai e no seguinte triplica, 'batendo recordes'. Na verdade nunca morreram 1000 pessoas num único dia no Brasil.Números do Ministério da Saúde de ontem soma óbitos ocorridos em várias semanas.O dos últimos 3 dias está embaixo da tabela, 408", escreveu o deputado, evidenciando a subnotificação da doença no país. Enquanto o país registra 1.349 mortes em um único dia (3). Osmar Terra, no entanto, tem insistido que a pandemia acaba este mês. "A curva de contágio da Covid-19 já passou pelo pico e está caindo durante o mês de maio, como prevíamos. Todas as cidades mais afetadas registram quedas de internação diária. A trajetória do vírus ignorou a quarentena, não achatou curva alguma. Epidemia termina em junho", escreveu o deputado na terça-feira (2). De que país Terra está lendo o relatório, do Brasil? não creio "a curva está caindo durante o mês de maio..." seria cômico se não fosse trágico.