Até aqui nos ajudou o Senhor

Deputado Federal Eduardo Bolsonaro entra no STF para tentar impedir CPMI das Fakes News de continuar os trabalhos

22/04/2020

O deputado Federal Eduardo Bolsonaro, entrou junto ao STF com um pedido de suspensão da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) das Fakes News. O deputado alega estar sendo perseguido por integrantes, convidados e depoentes na comissão. A CPMI foi instalada em 4 de setembro do ano passado com o objetivo de apurar, no período de 180 dias ,"ataques cibernéticos que atentassem contra a democracia e o debate público". Cientes que ainda há muito a investigar, a Mesa Diretora recolheu assinaturas suficientes para requerer a prorrogação do CPMI por mais 180 dias, que permitirá seu funcionamento até outubro/2020. O ministro do STF Gilmar Mendes foi o escolhido como relator do caso e caberá a ele analisar o pedido do deputado, que ainda requer que sejam anuladas reuniões da CPI realizadas em dezembro do ano passado, especialmente a que ouviu a deputada Joice Hasselmann. A deputada acusou seu colega de administrar o que está sendo conhecido como gabinete do ódio. Especialistas em disparar fakes news, sobre pessoas ou instituições que não coadunem com os mesmos ideais do clã.