Bolsonaro quer perdoar dividas de igrejas só a Igreja da Graça de Deus deve cerca de R$ 144 milhões

01/05/2020

As pressões por parte do presidente, não se restringe apenas a PF, esta semana o ele promoveu um encontro no Planalto entre o deputado federal David Soares filho do pastor/empresário R. R. Soares da Igreja Nacional da Graça de Deus e o secretário especial da Receita Federal José Barroso Tostes Neto. A pauta do encontro era dívidas tributárias das igrejas junto a receita. No caso da Igreja Nacional da Graça de Deus, cerca de R$ 144 milhões. Informações dão conta que Bolsonaro já ordenou à equipe econômica "resolver o assunto", da Igreja Internacional e de outras. Bolsonaro quer que seja perdoado pelo menos 12 processos em âmbito administrativo na Receita envolvendo dívidas tributárias de igrejas. Essa pressão acontece no contexto do toma-lá-dá-cá do presidente com o centrão, que tem cerca de 91 membros ligados a bancada evangélica. Lembrando que além da Igreja da Graça, a IURD do bispo Edir Macedo, também tem seis processos em andamento no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Não é só na sua PF que o presidente quer dar palpites.