Grupo de trabalho para apoiar a causa indígena durante a pandemia caminha para um fiasco

19/07/2020

Foi um verdadeiro fiasco, essa foi a análise do resultado da primeira reunião da Sala de Situação para o combate à pandemia nas comunidades indígenas. Lideranças indígenas disseram que nunca viram tamanha agressão por parte das autoridades do governo. O encontro que deveria analisar a situação da comunidade indígena neste tempo de pandemia, teve o Ministro Chefe do GSI, general Augusto Heleno, falando em ocupação de terras. Heleno falou que indígenas que ocupam terras não demarcadas devem ser tratados como produtores rurais e procurarem o SUS. Se uma fala que veio, de quem deveria ser o responsável pela coordenação dos trabalhos e ter como objetivo encontrar soluções para a proteção dos indígenas. Há de se esperar que esse gabinete de crise seja mais um entre os muitos inoperantes. As declarações descabidas do general Heleno e até do secretário de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva, sem qualquer relação com a proposta da Sala de Situação. Tornaram esse primeiro encontro uma perda de tempo, na visão dos representantes indígenas, do STF e do Ministério Público Federal.