Santo remédio deixa de ser referencia e sua fabricação é interrompida

08/05/2020

Lembra da cloroquina? O remédio milagroso apresentado por Bolsonaro e Trump, para combater o novo coronavírus, que ocupou as primeira páginas dos noticiários por bastante tempo. A pesquisa em torno do medicamento comprovou o que a ciência já dizia, que era inconclusivas as pesquisas, que embora ele tenha obtido algum êxito em poucos casos, os efeitos colaterais não justificavam os riscos. Até a CIA (Agência Central de Inteligência) americana, foi a público para essa constatação. Enfim, aqui no Brasil o laboratório do exército que segundo o presidente estaria pronto a produzir 1 milhão de comprimidos por semana, interrompeu sua fabricação por falta de insumos, em nota o laboratório informa : "a matéria-prima está sendo adquirida para continuar a fabricação". O fato é que depois que o presidente diminuiu a campanha pelo medicamento, o Exército também mudou sua estratégia, seu laboratório vai produzir um número total de 1,75 milhões de unidades e só retornará a produção se houver demanda.