Uma claque muito bem instruída 

03/04/2020

  "É difícil para o senhor porque só tem gente para derrubar. Mas, o senhor tem o povo e eu faço parte dele. Eu tô aqui pedindo: põe o Exército na rua, presidente, abra esse comércio. Sou professora e não estou podendo dar aula", diz a mulher na saída do Palácio da Alvorada. "Você pode ter certeza que a senhora fala por milhões de pessoas", respondeu Bolsonaro. Integrante da claque organizada que se aglomera na porta do Palácio do Planalto, faz essa declaração pública ao lado de um presidente inerte e incapaz. Como única resposta o presidente diz "Você pode ter certeza que a senhora fala por milhões de pessoas". Ao invés de apoiar seu ministro da Saúde e impedir estas declarações ele prega a desobediência às determinações dos organismo de saúde pública mundial. Ao invés de passar tranquilidade ao povo (?) ele insufla o ódio, contra governadores e contra a imprensa que segundo ele amplia a histeria da população. É inadmissível a presidência da república, agir dessa forma enquanto pessoas estão morrendo e não são só velhos como ele defende. Sempre disse que o presidente sofre de mitomania (mentiroso compulsivo) é só olhar a quantidade de fakes que ele publicou ou replicou em suas redes sociais em pouco mais de uma semana. A edição escandalosa da fala do presidente da OMS, que já o desmentiu, o desabastecimento no Ceasa BH, desmentido, a cloroquina testada e aprovada com a publicação de um suposto paciente curado pelo seu uso desmentida, apenas alguns dos mais recentes. Nesse momento especial da crise, por fim no isolamento social, será a decretação a morte de muitas pessoas. O contato e a proximidade é a principal forma de contágio. De acordo com o presidente os mais jovens contraírão o coronavírus e não perceberão, são os chamados assintomáticos, por não apresentarem sintomas serão os maiores transmissores. Enfim, enquanto uma pequena claque se reúne para aplaudir suas insanidades, um país bate panela. A inação federal superou uma crise política em uma crise de saúde pública à medida que o número de casos dispara.