Até aqui nos ajudou o Senhor

160 mil pessoas estão recebendo o auxilio emergencial indevidamente 

28/05/2020

Depois dos 73 mil militares, agora a CGU (Controladoria Geral da União) identificou cerca de 160 mil pessoas recebendo indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600 repassados pelo governo federal como estratégia do combate à pandemia, valores que deveriam incentivar as pessoas a manterem o isolamento social. Mas segundo o ministro da CGU, Wagner Rosário, nesta lista encontram-se, desde sócios de empresas com empregados cadastrados no programa de auxílio, donos de carros avaliados em mais de R$ 60 mil, proprietários de embarcações, pessoas físicas que doaram mais de R$ 10 mil nas últimas campanhas eleitorais e até pessoas com domicílio fiscal em outros países. A CGU está cruzando informações de diferentes bancos de dados para chegar aos possíveis fraudadores e cortar esses pagamentos indevidos. Enquanto isso brasileiros que precisam, são descartados sem justificativa do cadastro.