Processo de liberação do auxilio emergencial em 48h?

21/04/2020

Em outra reportagem falamos sobre os cuidados com as fraudes no cadastro do auxílio emergencial que já estão acontecendo. Precisamos apontar mais um grande problema para o pobre que está correndo atrás dessa quantia para muitas atender necessidades essenciais. Uma das exigências para o cadastro era a regularidade do CPF. Segundo a União, "a exigência do CPF regularizado tem o objetivo de evitar fraudes e, além disso, o processo de regularização do documento pode ser feito pela internet, de forma gratuita, no site da Receita Federal o que afasta o risco de aglomerações". Uma liminar suspendia essa exigência e foi amplamente divulgada, pois facilitaria a vida de muitos brasileiros. Ontem o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, acolheu pedido da União e achou por bem derrubar a liminar. A alegação do ministro é pra' lá de sem noção, ele diz "a modificação nos critérios para a obtenção do benefício poderia atrasar o processamento das demais solicitações e trazer prejuízos graves à economia e à população". Prejuízos a população já está arcando em razão da demora na análise dos casos. Temos que aplaudir a rapidez com o que governo federal desenvolveu a parte digital do sistema, mas gostaríamos de conhecer alguém que o processo de análise tenha levado as 48 horas do prazo dado.