Até aqui nos ajudou o Senhor

Líder do grupo "Os 300 do Brasil" e presa

16/06/2020

A militante Sara Winter, na manhã de ontem foi presa por ordem do ministro Alexandre de Moraes. A prisão foi decorrente ao inquérito que apura atos antidemocráticos. Sara é considerada uma das líderes do movimento "Os 300 do Brasil", grupo de extrema direita. Até a semana passada, o grupo estava acampado no gramado da Esplanada, antes do acampamento ser desmontado pela polícia. Agentes da PF também cumprem outros cinco mandados de no inquérito que apura sua participação de disseminação de fakes news. Por conta desse inquérito ela usou sua rede social para afirmar "a gente vai descobrir os locais que você frequenta, no mesmo vídeo e diz que gostaria de trocar socos com o ministro Alexandre de Moraes". A ativista é alvo de um procedimento em curso na Procuradoria da República no Distrito Federal e pode pegar de 7 a 22 anos de prisão. Ela teria incorrido nos crimes de injúria, ameaça, impedir com o uso de violência o livre exercício de qualquer dos Poderes da União ou dos Estados, incitação à subversão da ordem política ou social e calúnia ou difamação. A deputada federal Carla Zambelli foi ao Twitter para defender a militante "Sara aumentou a temperatura e tem uma personalidade explosiva, mas nem de longe é uma pessoa perigosa". A imagem dela com as duas pistolas nas mãos faz crer que seja bastante perigosa.