13 ministros ja usaram jatinho da FAB, só um foi demitido...

30/01/2020

O ex-secretário executivo da Casa Civil, Vicente Santini, segundo do ministro Lorenzoni, foi demitido sumariamente ontem (28) pelo presidente por ter feito uso de uma aeronave da FAB, em viagem oficial a Davos. De fato isso poderia ser uma medida de austeridade aplaudida, só que esse fato não foi uma exceção. Desde o início desse governo 13 ministro também utilizaram os jatos para deslocamentos ao exterior. Só o chanceler Ernesto Araújo, viajou 22 vezes, seguido de Ricardo Salles (Meio Ambiente), Osmar Terra (Cidadania), Tereza Cristina (Agricultura) e Fernando Azevedo (Defesa) - três viagens cada um. Os outros foram, Damares Alves (Mulher e Direitos Humanos); Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia); Henrique Mandetta (Saúde) Paulo Guedes (Economia); Sérgio Moro (Justiça); Marcelo Álvaro (Turismo); Onyx Lorenzoni (Casa Civil); Jorge Oliveira (Secretária-Geral da Presidência). Qual é portanto a régua da justiça que o presidente aplica para tomar suas decisões? Na porta do Planalto ele disse aos jornalistas "o que ele fez foi inadmissível", mas é só ele, e ou outros?