Até aqui nos ajudou o Senhor

Policia Federal abre inquérito contra o Secretário de Comunicação Social da Presidência da República

06/02/2020

Para a Polícia Federal existem fortes indícios que o Secretário de Comunicação Social da Presidência da República, Fabio Wajngarten, incorreu no ato de conflito de interesse ao receber, por meio de sua empresa particular, pagamentos de empresas de publicidade e comunicação que são contratadas pelo governo durante sua gestão. Mesmo assim, contrariando os membros do núcleo militar e do grupo ideológico de seu governo, o presidente não cogita demitir o titular da secretaria. Os indícios já levaram a PF a abrir um inquérito para investigar as ações de Fabio Wajngarten, as suspeitas são de corrupção passiva, peculato (desvio de recursos públicos) e advocacia administrativa (patrocínio de interesses privados na administração). Se para o presidente não existe ilegalidade, existe uma imoralidade descomunal. Seus assessores mais próximos consideram que a permanência de Wajngarten no cargo se tornou insustentável e aumenta desnecessariamente o desgaste do governo