Teria Hans River mentido na CPMI das Fakes News? Isso precisa ser apurado

13/02/2020

Allan dos Santos, jornalista(?) que está sendo beneficiado, caso seja aprovada a nova legislação que permite pessoas sem o Registro Profissional de usar o título e dono do portal Terça Livre. Através do Twitter compartilhou uma imagem, alegando ser de um trecho de conversa do WhatsApp entre a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo, e Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário da Yacows.

 Preliminarmente parece ser mais um dos Fakes News do blogueiro. No print pode se ver claramente a colocação de um hífen entre palavras. De acordo com a jornalista o print não é o mesmo publicado por Patrícia como forma de provar que Hans River mentiu a parlamentares da CPMI das Fake News no Congresso. Na imagem original, não há hífen em palavra alguma. Patrícia ainda faz uma observação "Software nenhum na face da terra, mesmo desde os remotos tempos wordstar rodando em MS DOS 3.2., jamais hifenizar palavras se não se usar alinhamento justificado. @camposmello, você e sua empresa são trambiqueiros e cafajestes". O que faz crer que o print e uma grosseira falsificação. Em seu depoimento na CPMI das Fakes News Hans River acusou a jornalista de se insinuar sexualmente com o objetivo de conseguir informações para uma matéria.