Até aqui nos ajudou o Senhor

Samsung e Motorola estão paradas no pais por falta de componentes chineses

20/02/2020

O efeito coronavírus está provocando consequências aqui no Brasil, felizmente nada tem haver com os repatriados nem com os casos suspeitos, de acordo com o MS não existem casos diagnosticados no país. Mas o efeitos é sim com a economia. As fabricantes de celulares Samsung e a Motorola interromperam a produção dos equipamentos no país, devido a falta de componentes enviados de lá para cá. E elas não são as únicas empresas de eletrônicos a enfrentarem desabastecimento. O Brasil é apenas um dos destinos dos componentes eletrônicos chineses, existe uma preocupação que essa escassez prejudique o mercado de eletrônico global, especialistas já preveem aumento de preços do produto, que podem atingir além dos celulares, TVs, consoles de vídeo games e outros equipamentos especializados. A Samsung suspendeu as atividades entre os dias 12 e 14 de fevereiro, os quase 2,5 mil funcionários deverão compensar esses dias em turnos nos sábados de março, tão logo chegue os componentes. Enquanto isso a Flextronics, responsável pela manufatura dos aparelhos Motorola, optou em dar férias coletivas de 10 dias a cerca de 2,2 mil funcionários desde a última segunda (17), ambas esperam a chegada de peças para a linha de montagem. Segundo um levantamento da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), 52% das cerca de 50 empresas pesquisadas já enfrentam problemas com falta de material, e 22% delas deverão interromper a produção já nas próximas semanas, se a situação não melhorar. Agora o reflexo da ação do governo americano em retirar o Brasil da lista de países em desenvolvimento, vai aparecer. Na dificuldade de firmar acordos comerciais com os Estados Unidos, que seria uma opção para minimizar essa situação com a China.