Equipe do ministro Paulo Guedes teme que atos do presidente atrase pauta da pasta no congresso

28/02/2020

Todos os atos têm consequências e o ministro Paulo Guedes e sua equipe temem que a crise criada pelo presidente, especialmente com a ameaça de golpe contra o congresso, prejudique a tramitação das reformas econômicas, isso vai ocorrer, sem sombra de dúvida. De acordo com a equipe econômica as reações de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, alvos das manifestações marcadas para o dia 15 de março. Demonstram que ao que parece, no momento não existe clima favorável a votação das reformas, nem de nenhuma outra medida encaminhada pelo executivo. Mais uma vez os desmandos do presidente paralisam as agendas do país.