Vacina de Oxford poderá esta disponível ainda este ano.

01/07/2020

A diretora do grupo farmacêutico Astrazeneca, Maria Augusta Bernardini, afirmou que a vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela universidade de Oxford na Inglaterra e que está sendo e testada no Brasil, poderá ficar disponível a população ainda este ano. A pesquisa esta sendo feita em parceria entre a universidade inglesa, o grupo anglo-sueco e a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Bernardini salientou que por padrão os voluntários são acompanhados por um ano, mas esperasse que já em outubro ou novembro já se tenha informações preliminares que garantam a eficacia da droga, o que permitira em face da urgente distribuir a vacina antes desse lapso temporal. "Vamos sim analisar, em conjunto com as entidades regulatórias mundiais, se podemos ter uma autorização de registro em caráter de exceção, um registro condicionado, para que a gente possa disponibilizar à população antes de ter uma finalização completa dos estudos", acrescentou, destacando que os prazos podem mudar de acordo com a evolução dos estudos. Outras quatro vacinas estão chegando ao pais, que é um grande foco de crescimento, de mortalidade, o que nos coloca como ambiente propício para demonstrar o potencial efeito de novas vacinas. A vacina produzida em Oxford se diferencia das demais no momento, pois alem de usar uma plataforma já conhecida e testada em vírus como Mers e Ebola. Esta sendo preparada para ser ministrada em dose única. É um diferencial. [...] Outro diferencial que temos é que sabemos que potencial da geração de anticorpos é muito forte, muito positivo. Que seja bem vinda essa parceria!