Até aqui nos ajudou o Senhor

Portão azul da PF em Curitiba se abre para o ex presidente Lula

09/11/2019

A notícia de hoje, certamente é a libertação do ex presidente Lula que após 580 dias preso, foi beneficiado pela decisão do STF, que votou contra a prisão em 2ª Instância. Logo após confirmada a decisão com o voto de minerva do ministro Dias Toffoli, a defesa do ex presidente entrou com pedido de sua liberdade imediata que foi acatado pelo juiz federal Danilo Pereira Jr, da 12ª Vara Federal de Curitiba. A decisão de Pereira Jr foi assinada às 16h15 e o alvará de soltura expedido às 16h21. Lembrando que a libertação de Lula não restabelece seus direitos políticos, por conta do processo da ficha limpa. Nem encerra o pedido de suspeição do ex juiz Sérgio Moro no caso do processo do triplex do Guarujá. O que muda é que a partir de sua saída, Lula poderá recorrer em liberdade até que se esgotem todos os recursos aos tribunais superiores, o chamado trânsito em julgado. Às 17h43 o ex presidente, saia pelo portão azul da sede de PF em Curitiba e nos braços do povo é conduzido a um palanque, onde dirige ao povo presente. É inegável tanto para esquerdistas ou direitistas o grande carisma de Lula, e também a reorganização da esquerda no país. O Jornal Washington Post faz matéria de capa sobre libertação de Lula e o primeiro paragrafo diz "Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente brasileiro que exerceu enorme influência sobre a América Latina por décadas, foi libertado na prisão na sexta-feira por ter sido negado o devido processo legal, enviando ondas de choque político por um país amargamente dividido por sua prisão".