Até aqui nos ajudou o Senhor

A partir do mês que vem compras em moeda estrangeira devera ser calculada pelo valor do dia da compra

28/02/2020

Uma boa notícia para quem viaja ao exterior ou faz compras em dólar. Por determinação do Banco Central a partir do próximo mês, as administradoras no cartão de crédito terão que usar a cotação do dia da compra, para calcular a dívida do cliente. Hoje o cliente só sabia quanto iria pagar no fechamento da fatura. Fica assim mais fácil para o cliente projetar seu orçamento. Dessa forma o consumidor poderá prever melhor quando comprar, especialmente nesse momento de forte oscilação da moeda americana. Imagine a fatura que fechar hoje com a moeda a R$4,50. A mudança foi estabelecida por norma do Banco Central (BC) em 2018, detalhada em circular de outubro de 2019 e entra em vigor no mês que vem. Isso não quer dizer que vai baratear sua compra, já que o dólar do dia pode ser maior que o do fechamento da fatura. Aí é uma questão de sorte. Normalmente em razão do spread, ou seja, uma taxa extra, que costuma girar em torno de 4%. O valor cobrado fica similar ao do dólar turismo. Também é importante lembrar que, sobre as compras em moeda estrangeira utilizando cartão de crédito, incide um Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) de 6,38%. Uma dica é sempre que for comprar