Até aqui nos ajudou o Senhor

Lei de Segurança Nacional, é pra' todos?

12/11/2019

Em um discurso emocionado no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, um dia após deixar a prisão, Lula fez pesadas críticas ao governo Bolsonaro e chamou a militância para a luta: "a gente não pode ter medo". Esta fala levou o governo a ameaçar explicitamente a utilizar a Lei de Segurança Nacional, contra Lula, que promete rodar o país, denunciando o desmonte do estado e a perda da soberania nacional. "Temos uma Lei de Segurança Nacional que está aí para ser usada. Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento (Lula), que por ora está solto, infringem a lei. Agora, nós acionaremos a Justiça quando tivermos mais do que certeza de que ele está nesse discurso para atingir os seus objetivos", disse Bolsonaro em entrevista ao site O Antagonista. O presidente fez menção aos últimos acontecimentos no Chile com as violentas manifestações e na Argentina, onde segundo sua análise só não se repetiu porque já era certo 'turma da Cristina' voltar ao poder. Segundo Bolsonaro a situação ficará complicada se o Brasil "entrar em convulsão". Obviamente cabe ao presidente da República zelar pela segurança institucional e de governança do país e usar dos meios necessários para isso. Só que, para um opositor que diz "a gente não pode ter medo" logo existe a ameaça do uso da Lei de Segurança Nacional. Para apoiador, que incentiva o retorno do AI5 é só um mal entendido.