Até aqui nos ajudou o Senhor

Assunto proibido!

03/11/2019

O falar do óleo nas praias do litoral nordestino esta censurado, em todos as fundações federais de pesquisa. O silêncio impera quando o assunto e o óleo. Uma pesquisadora que não quis se identificar revelou, "Se alguém abrir a boca é exonerado, pois não se pode contestar o governo". Órgãos como o Inpe e a Fundação Joaquim Nabuco, estão entre os órgãos censurados. As imagens de satélite para detecção de origem do óleo estão sendo mantidas em segurança. Pesquisadores envolvidos no tema teriam sido instruídos a não comentarem a catástrofe porque o governo não pode posar de malvado na história, segundo uma das fontes. Até mesmo as UFs, onde sempre houve uma certa autonomia de opiniões, reina a lei do silêncio, professores e pesquisadores se neguem a dar entrevistas ou falar publicamente sobre o assunto. Quando isso acontece, medem as palavras para não sofrer represálias.