Até aqui nos ajudou o Senhor

 Institucionalização da barbárie by Paulo Guedes

27/11/2019

As ameaças descaradas ao estado democrático de direito continuam. Em uma entrevista coletiva em Washington, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, que não é possível se assustar de uma reedição do AI-5. Diante de uma radicalização dos protestos de rua. Esta declaração segue o ritmo de outra ameaça de uso das forças armadas em operações da GLO. Em sua declaração Guedes afirma a possibilidade de uma reedição do Ato. "Sejam responsáveis, pratiquem a democracia. Ou democracia é só quando o seu lado ganha? Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo para quebrar a rua? Que responsabilidade é essa? Não se assustem então se alguém pedir o AI-5. Já não aconteceu uma vez? Ou foi diferente? Levando o povo para a rua para quebrar tudo. Isso é estúpido, é burro, não está à altura da nossa tradição democrática." Ministro, insano e burro é não querer aceitar que a principal motivação para um levante popular e a insatisfação pelo desgoverno. Nosso povo de estúpido não tem nada, uma prova disso foi a declaração de insatisfação que elevou Bolsonaro ao Planalto. A mesma insatisfação que pode sim levar o povo às ruas. As ameaças são tão claras que chegam às barras do terrorismo. O uso das Forças Armadas em operações de GLO (Garantia da Lei e da Ordem), amparados com o excludente de ilicitude, tudo para conter uma população que só quer demonstrar sua insatisfação. É a barbárie institucionalizada.