Até aqui nos ajudou o Senhor

É preciso por fim ao corporativismo e fazer cumprir a LEI

11/12/2019

O procurador Deltan Dallagnol poderá ter que enfrentar em processo disciplinar no CNMP. O PGR Augusto Aras deverá levar pelo menos duas acusações contra Dallgnol à votação no plenário do Conselho. A primeira denúncia apresentada pela senadora Kátia Abreu, certamente será arquivada, a maioria dos conselheiros já votou a favor de Dallagnol. Já a segunda poderá ir adiante, essa representada pelo senador Renan Calheiros tem votos suficientes. O chefe da força tarefa da Lava Jato. Já sofreu uma advertência no CNPM, e outras punições mais graves podem ocorrer, já que três outras ações correm sob sigilo de justiça. Entretanto todas as acusações esbarram no corporativismo excessivo. A certeza da impunidade faz com que as indisciplinas fiquem sem punição, e seus autores se achem acima da lei. Com a palavra o judiciário.