Até aqui nos ajudou o Senhor

Filho de peixe... Peixinho É!

13/12/2019

Filho de peixe, peixinho é! O deputado federal Eduardo Bolsonaro, só não está recolhido ao baixo clero da câmara, porque representa o partido do governo e é 'o filho do presidente'. Como a genética não mente, o garoto também se esmera em atos e falas no impulso. Que depois precisam ser revistas e justificadas. Isso o faz estar entre os Tops da casa, nas bobagens. Na última quarta-feira(11) o deputado defendeu um modelo de escola, segregacionista, com separação de gênero. Alinhado a ministra Damares, meninos de um lado, meninas de outro. Uma sala só de meninos outra só de meninas. Nas redes sociais ele afirma que o modelo educacional misto (que funciona atualmente) é algo defendido pelas "feministas". O que mostra que sua fala e totalmente desprovida de uma análise técnica, já que a Psicologia Social nos ensina que a mistura de um grupo amplia aquilo que é mais proeminente no contexto educacional que é a disputa sadia do aprendizado. Na análise superficial e desprovida de qualquer estudo do deputado "Há forte pressão, principalmente das feministas, para que as escolas abriguem na mesma sala meninos e meninas". Um fato de já ocorre ( e funciona) a pelo menos um século. A qualidade de nossos representantes no congresso e de se espantar.