Até aqui nos ajudou o Senhor

Depois de semanas ironizando a preocupação mundial com o coronavírus presidente Trump reconhece pandemia

19/03/2020

Durante semanas o presidente Donald Trump, assim como Bolsonaro, procurou minimizar e ironizar a preocupação mundial com o coronavírus. Nesta semana Trump voltou atrás. Ele subiu ao pódio da Casa Branca e disse "Esta é uma pandemia, senti que era uma pandemia muito antes de a chamarem de pandemia" ridículo. É triste constatar essa personalidade do homem mais poderoso do mundo. Agora o presidente reconheceu a crise, admitiu que o coronavírus existe e é perigoso e ainda afirmou a existência da pandemia. E ainda disse que ela poderá levar o EUA à recessão. "[A pandemia] pode acabar em agosto, em julho, ou pode ser mais longa que isso", disse Trump durante o briefing diário da força-tarefa montada pela Casa Branca para combater a doença. Diferente do presidente Bolsonaro que iniciou uma perseguição ao Ministro da Saúde, por apoiar o isolamento, Trump recomendou que a população deve evitar o contato social em restaurantes e reuniões com mais de dez pessoas nos próximos 15 dias.