Covid-19 e grupo de risco... e agora?

28/03/2020

As autoridades de saúde do governo de Mato Grosso do Sul, notificaram na tarde da quinta-feira que um bebê de apenas três meses, havia sido diagnosticado com a covid-19, provavelmente a contaminação ocorreu por contato com um dos pais que está doente. O caso mostra o risco do processo de isolamento vertical. Um processo que segundo fontes do próprio governo, ele não possui, nenhum estudo técnico para embasar sua proposta. Em uma reunião com secretários estaduais de diversas áreas, na manhã de ontem, quem foi encarregado de apresentar a proposta do isolamento vertical foi o secretário especial de Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa. No lugar de mostrar algum estudo técnico sobre a questão, Costa apresentou um slide com o que o governo considera necessário para o isolamento parcial na área econômica: manter abertos serviços essenciais e garantir a cadeia de suprimentos. O governo também lançou uma ofensiva. Nessa hora o mais importante seria o diálogo, a fim de organizar estratégias, só que ao invés disso o governo lança uma peça publicitária, sem licitação já que o estado de emergência permite para usar o mote #OBrasilNãoPodeParar e defender a flexibilização do isolamento social. Que é o que todos querem, com certeza. Triste nesse momento e usar o valor de R$ 4,8 milhões para uma campanha, ao invés de comprar pelo menos uns 70 novos respiradores.