Porque não te calas, ministro?

26/11/2019

Por conta das bobagens declaradas pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, o Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás (Adufg) ingressou ontem (25) com ação cautelar contra o ministro. A entidade quer que Weintraub, que deveria da exemplo de educação, explique quais seriam as universidades a que ele se referia quando afirmou que possuem "plantações extensivas de maconha". E também denomine que universidades estariam "desenvolvendo laboratório de droga sintética". Na ação, a Adufg questiona ainda quais são os meios de prova pelos quais o ministro tomou ciência desses fatos e quais medidas Weintraub adotou após ciência dos supostos fatos. As declarações do ministro é mais uma das Fakes News do governo. As palavras precisam promover consequências e que sua fala é um desrespeito com a comunidade acadêmica de todos o país. Os advogados da entidade entendem que o ministro extrapolou todos as medidas da moralidade e da probidade que se espera de um gestor público. especialmente de primeiro escalão como um ministro de estado.