Até aqui nos ajudou o Senhor

Uma CPMF de roupa nova pode estar a caminho em 2020. Prepare-se!

18/12/2019

Em setembro o ex secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, foi de removido do cargo sumariamente, por defender a criação de um imposto semelhante à CPMF. Com um rompante de fúria apoteótico do presidente dizendo que Não!. Agora em menos de 90 dias o presidente e como sempre acontece. Ele retrocede e diz que não descarta recriar um novo imposto nos moldes da extinta CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) no âmbito de uma reforma tributária. Segundo ele, "todas as alternativas estão sobre a mesa". Ainda segundo o presidente , nada será feito de uma forma ampla geral e irrestrita, não vai ser feito nada que envolva outra esfera de poder, municipal e estadual "tenho falado com o Paulo Guedes e a palavra é simplificação de imposto, é focar nos impostos federais". "Não queremos criar nenhum novo tributo. A não ser que seja para extinguir outros e, assim mesmo, colocado junto à sociedade, para ver qual a reação da sociedade, a gente vai levar adiante essa proposta ou não". Na contra mão dessas declarações, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou que essas"questões muito técnicas", como a recriação da CPMF "ou coisa que o valha" ainda não estão no "escantilhão", as análises serão feitas pelo Ministério da Economia e sua equipe, pois não são tão simples como acredita o governo. O fato é, a simples menção de reedição do imposto em setembro, degolou secretário. Agora preparem-se, para 2020 uma CPMF de roupa nova, pode estar a caminho.