Até aqui nos ajudou o Senhor

Visivelmente transtornado presidente vaticina nova armação contra ele, ofende mãe de repórter, faz comentário homofóbico  e vai trabalhar

21/12/2019

Cada vez que o presidente tenta se antecipar a um problema, acaba por complicar ainda mais sua situação. No domingo (15) em uma entrevista à revista Veja, ele admitiu a possibilidade de vir a tona sua ligação com milicianos do Rio de Janeiro. "Pegaram dois milicianos, sei lá quem, conversando e a Polícia Civil gravando. Tem vários diálogos falando que no passado eu participava das milícias, pegava dinheiro das milícias, e agora, presidente, não participo mais - um papo de vagabundo", disse Bolsonaro à revista. Em defesa o presidente alega se tratar de uma armação do governador Wilson Witzel, que já foi apoiador atuante. E como se tivesse uma bola de cristal vaticina "Depois da história do porteiro e das buscas na casa da minha ex-mulher, ele está preparando uma nova armação". Seu descontrole ficou tão evidente, que em seu encontro com jornalistas e populares na entrada do Palácio , mas uma vez faltou com o respeito a profissionais e o decoro que o cargo lhe impõe, perguntado se teria os recibos do 'empréstimo' a Queiroz respondeu ao repórter "Oh rapaz, pergunta para a tua mãe o comprovante que ela deu para o teu pai, tá certo?" e ainda dispara um ataque homofóbico "Você tem uma cara de homossexual terrível, nem por isso eu te acuso de ser homossexual. Se bem que não é crime ser homossexual",