Até aqui nos ajudou o Senhor

Pesquisa aponta que população prefere um técnico a um militar

15/07/2020

Uma pesquisa nacional Vox Populi foi realizada entre os dias 25 de junho e 3 de julho, ouviu 1.500 entrevistados por telefone. 82% dos entrevistados disseram discordar da nomeação de um militar para o comando do Ministério da Saúde. A permanência do general Eduardo Pazuello a frente da pasta, tem se tornado um dos principais problemas para o governo. Apenas 15% apoiam sua presença à frente da pasta e 3% não souberam ou não quiseram responder. A pesquisa mostra ainda que 31% dos entrevistados não confiam nos militares, 17% confiam pouco,32 confiam mais ou menos, 18% confiam muito e novamente 3% não souberam ou não quiseram responder. A ouvir a população o governo vai observar que 65%, defendem que os militares não devem participar do governo, nem participar da política. 30% acreditam que eles estão certo ao integrar a gestão. 5% não souberam ou não quiseram responder. Além da incapacidade técnica do general, que já tentou esconder os números da pandemia o mais preocupante é o desrespeito às leis que determinam que militares da ativa não ou em cargos no governo. A pressão foi tanta que os militares pedem ao general para solicitar sua reserva. As críticas do ministro do STF Gilmar Mendes, acelera a intenção dos militares da ativa de descolarem suas imagens da gestão. Membros do alto comando das forças armadas defendem que Eduardo Pazuello peça reserva para blindar o Exército de críticas de que se mistura com a política.