Até aqui nos ajudou o Senhor

Base de Alcântara sera discutida com a população?

08/12/2019

O ministro Marcos Pontes da Ciência e Tecnologia, esteve na Câmara, onde tentou explicar as bases do acordo Brasil-EUA, para a utilização da base de Alcântara, no Maranhão. O acordo foi aprovado em novembro e permite que o governo americano, explore comercialmente a base. O ministro afirma que todos os atos deverão e serão discutido com as comunidades, ele diz "É natural as pessoas terem medo. Medo da mudança. Mas o fato é que a gente quer prosseguir e ter sucesso em alguma coisa, a gente vai precisar provocar a mudança. Se a gente continuar fazendo as coisas da mesma maneira, a gente vai ter o mesmo resultado. Então a gente precisa provocar a mudança. E a mudança vai ser grande lá, mas vai ser positiva". Entretanto de acordo com nossa investigações nenhuma das comunidades quilombolas da região foram ouvidas. Aproximadamente 800 famílias que vivem na região podem ser expulsa de suas residências e o pior, por militares americanos, de acordo com as atuais regras. De acordo com a deputada Luiza Erundina "Isso é uma deficiência grave por conta de haver uma decisão de um órgão internacional, um órgão da ONU, que não foi atendida numa convenção da qual o país é subscritor". O ministro acredita que após conhecerem as bases do acordo, haverá a adesão das famílias e prometeu mudanças "positivas". Ele disse ainda que o ano de 2020 será para se discutir a expansão da base com a população.