Até aqui nos ajudou o Senhor

Aliança para o Brasil deve mesmo ficar para 2022

25/12/2019

Tendo como certo a invalidade no processo de criação do Aliança pelo Brasil em tempo hábil para as disputas municipais, o presidente vem tentando e ao que parece com dificuldades, encontrar um grande partido que abrigue seu candidato a prefeitura de São Paulo, José Luiz Datena. Com o Republicanos tendo compromisso prévio com seu deputado mais bem votado, Celso Russomanno, que terá preferência para escolher entre ser candidato novamente, ser vice ou ficar de fora da eleição. No MDB a preferência é por integrar a chapa que irá tentar reeleger Bruno Covas (PSDB). E o PSD já tem candidato lançado, o ex-vereador Andrea Matarazzo". Com isso, Jair Bolsonaro pode ficar sem partido para lançar seu candidato próprio à Prefeitura de São Paulo. É através do Programa do Datena o presidente fala dos principais temas polêmicos do governo ou que envolvam seus garotos. O apresentador porém pensa mais de uma vez em lançar seu nome e em deixar sua carreira de apresentador, que inclui relevantes ganhos com contratos de publicidade para ter a sua vida e intimidade devassadas em uma campanha acirrada como costuma ser a eleição para prefeito de São Paulo. Datena também leva em conta o atual ambiente de polarização política por que passa o país.