Até aqui nos ajudou o Senhor

Mais uma viagem internacional do presidente, se fosse vôos comerciais  tava acumulando milhas

18/01/2020

Mais uma viagem presidencial internacional de alto custo aos cofres públicos vai acontecer entre os dias 24 e 27 de janeiro. O presidente Bolsonaro e uma comitiva viaja a Índia , precisamente a Nova Delhi, para uma visita de Estado. De acordo com o Ministério de Relações Exteriores essa viagem deve render de 10 a 12 assinaturas de acordos ligados ao comércio e a investimentos. De acordo com os números os quais o embaixador embaixador Reinaldo José de Almeida Salgado, secretário de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia, tem em mãos "Existe algo a melhorar, e isso é um dos objetivos da visita", afirmou. Ao menos seis ministros estão confirmados na comitiva presidencial: Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Tereza Cristina (Agricultura), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Osmar Terra (Cidadania), a maioria deles segue com seus assessores pessoais, O que certamente tornará essa comitiva gigantesca, tudo pago com nosso dinheiro. De acordo com informações, dessa vez o governo não deve tratar de isenção de visto de entrada para turistas indianos, vamos aguaradar. No ano passado, o Brasil isentou de visto de entrada os turistas provenientes de Japão, Austrália, Canadá e Estados Unidos. A medida foi tomada sem que houvesse reciprocidade desses países em relação aos turistas brasileiros. Se trouxer resultados sólidos, ta de boa.

Fonte: Agência Brasil