Petróleo em queda não significa gasolina barata, pelo menos para nós

10/03/2020

O mercado do petróleo abriu ontem (9) com o maior recuo diário desde 1991 em queda de 30% no valor do barril. A Petrobras entrou em regime alerta e de monitoramento das novas taxas, mas considera que ainda é cedo para falar sobre impactos reais. Em um comunicado a estatal diz "A Petrobras avalia que ainda é prematuro fazer projeções sobre eventuais impactos estruturais no mercado de óleo e gás associados à recente e abrupta variação nos preços do petróleo, dado que ainda não está claro nem a intensidade ou mesmo a persistência do choque nos preços". Entretanto, uma fonte que falou sob a condição de anonimato disse "a forte retração dos preços no exterior , levará a uma inevitável baixa de preços dos combustíveis nas refinarias da Petrobras". Se essa redução chegará ao nosso bolso, é uma outra história. A estatal garante que "segue com seu plano estratégico que prepara a companhia para atuar com resiliência em cenários de preços baixos".