Até aqui nos ajudou o Senhor

Homenagens da FGV ao professor Decotelli mostra que a fundação errou feio

03/07/2020

A bem da verdade, a Fundação Getúlio Vargas errou e errou feio, ao negar que o professor Decotelli, tenha integrado o corpo docente da instituição. A FGV, por pelo menos seis vezes premiou o professor com títulos de reconhecimento por seu trabalho como docente nas turmas de MBA da instituição. Em todas as premiações o termo usado foi "Professor". Entretanto daí a dizer que o motivo de sua saída do governo foi o desmentido da FGV, é forçar um pouco a barra. Em entrevista a Folha de São Paulo, o ex ministro disse que o que a FGV fez foi uma "covardia na intenção de destruição da minha imagem". O fato é que pode ter se somado a isso, os fatos da tentativa de assumir para si títulos que não possui como o doutorado na Universidade de Rosário na Argentina e o pós doutorado na Universidade de Wuppertal na Alemanha. Além disso seu mestrado agora está sob a investigação de plágio. Enfim, pode até se dizer que o desmentido da FGV, foi a gotinha que faltava para sua posse transbordar.