Segundo o ministro Abraham Weintraub 2019 teve o melhor Enem dos últimos anos

23/01/2020

Desconfiados dos resultados apresentados, estudantes de várias regiões do Brasil estão lotando as Procuradorias Regionais do MPF (Ministério Público Federal), pelo menos cinco delas já contabilizaram queixas contra o resultado. O número, pode ser ainda maior. Só Minas Gerais já acumula 97 registros, os estudantes não acreditam e com razão, que erros na correção tenham atingido apenas 6 mil candidatos em todo país 75 mil candidatos já haviam pedido correção das notas, e nem na capacidade técnica para solução em dois dias. Na terça-feira (21) a DPU (Defensoria Pública da União) em Brasília, solicitou através de ofício ao Inep esclarecimentos sobre os erros e as soluções. Mesmo com as garantias do ministro da Educação quanto ao número de atingidos e de que ninguém seria prejudicado no Sisu, a incerteza paira no ar. A PFDC (Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão), órgão vinculado ao MPF (Ministério Público Federal), solicitou ao ministro Abraham Weintraub, que as inscrições para o Sisu, fossem suspensas, até que todos os pedidos fossem analisados e as ocorrências fossem solucionadas. No entanto o Ministério abriu as inscrição na data prevista e apenas estendeu seu final, que ocorreria na sexta-feira (24), para o domingo (26). O resultado está programado para ser divulgado no dia 28 deste mês. São 237 mil vagas em 128 instituições de ensino superior públicas. Especialistas esperam uma grande batalha jurídica, como resultado do Enem 2019, o melhor dos últimos anos.