Até aqui nos ajudou o Senhor

Uma reflexão de momento

20/03/2020

O presidente Bolsonaro está agindo de forma irresponsável ao tentar recriar a imagem do mito, que perdeu ao longo desse primeiro ano de mandato. Sua declaração "correria risco em um metro, para ficar perto do povo" entre outras, parece mais falsa que nota de R$30. O que temos visto é um presidente eleito pelo povo, um povo que acreditou em suas propostas e que 30% já se arrependeu. Em uma eterna campanha eleitoral. Seus atos, suas falas e seu comportamento, até hoje só tem envergonhado o Brasil. Para compensar seu desconhecimento e seu despreparo, Bolsonaro deveria ter escolhido melhor sua equipe, como não o fez, é obrigado a pagar a conta, mesmo sem ter contraído a dívida. Tem também os meninos do presidente, que deveriam se instalar em seus gabinetes e tentar fazer algo de útil, que ajudaria muito o governo do presidente, cada vez que abrem a boca, acende um fogo para o presidente apagar e como ele não tem muita habilidade para isso, a coisa só alastra. A quantidade de MPs e vetos que são recusados no legislativo bate um recorde histórico, assim como a atuação de seus auxiliares diretos e mais recentemente a moeda americana a $5,20, outro fato inédito. Por último a tentativa de ignorar e minimizar a pandemia do coronavírus, crise que bateu a porta da casa do presidente, infectando auxiliares que viajaram com ele na visita a América do Norte, são mais de 15 infectados entre os que o acompanharam. O presidente fez os testes e declarou que os resultados deram negativos (um alívio), mas como usuário ativo das redes sociais o presidente deveria divulgar esses resultados, pois convenhamos é bem difícil acreditar que em meio a tantos infectados em um espaço confinado como uma aeronave, ele saia livre (é claro que não é impossível), por isso ele deveria apresentar esses resultados. Nós não fabricamos notícias, os fatos estão aí, para quem quiser ver. Esta é a minha opinião, e eu vou sempre respeitar a sua. Se você é meu amigo, não deixe que isso abale nossa amizade, os governos passam, mas a Bilbia diz "O homem de muitos amigos deve mostrar-se amigável, mas há um amigo mais chegado do que um irmão". Prov. 18:24