Até aqui nos ajudou o Senhor

Disparos de mensagens internacionais, Sera?

19/12/2019

Uma investigação para apurar supostas ameaças a eleitores uruguaio, pode ser mais um estopim de crise diplomática entre Brasil e Uruguai. O promotor Pablo Rivas, da 6ª Promotoria de Flagrantes de Montevidéu, abriu as investigações que apurar disparos por aplicativos de mensagens às vésperas das eleições presidências do Uruguai. As mensagens, escritas em espanhol, teriam sido disparadas de pelo menos seis DDDs brasileiros, sendo que nove números já teriam sido identificados pelas autoridades uruguaias. As ameaças eram explícitas "Sabemos quem são e contamos com o seu voto e da tua família para salvar a pátria. É uma ordem! As ordens se acatam, e quem não o fizer será um traidor. Sabemos como tratar os traidores. A única opção é ganhar. Antes cair de costas que de joelhos. Seguimos em contato. Aguarde novidades. Começamos a voltar", diz a mensagem enviada pelo aplicativo. As suspeitas hoje é que os DDDs brasileiros utilizados tenham sido somente uma tentativa de despistar a investigação. Entretanto todas as mensagens serão rastreadas para que a origem seja encontrada. Esperamos que fique devidamente esclarecido que o uso dos DDDs brasileiros sejam realmente para dificultar as investigações.