Verão, Calor e cuidados redobrados com doenças tropicais

02/01/2020

Neste verão ocorre o maior número de doenças tropicais como dengue, zika, chikungunya e febre amarela que são transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Durante esse período é preciso ter cuidados maiores de prevenção, para eliminação de focos do mosquito em domicílios.

A atenção é redobrada para os idosos, crianças menores de 2 anos de idade, pessoas com comorbidades (ocorrência simultânea de duas ou mais doenças) e gestantes estão mais vulneráveis a desenvolver formas graves dessas doenças.

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, orienta que em caso perceba alguns desses sintomas (náuseas; vômito; dores nos músculos, nas articulações, nos olhos e na cabeça; manchas vermelhas na pele; febre; diarreia; conjuntivite; hemorragias; dentre outros) procure um serviço médico mais próximo.

Cuidados e prevenção

As ações preventivas precisam se tornar um hábito e exige uma mudança de comportamento, durante todo ano.

A primeira orientação é eleger um dia da semana para vistoriar se há focos de mosquitos no quintal e na residência, isso porque 80% dos focos estão dentro das casas.

Tomando os seguintes cuidados:

- Manter caixas d'água bem vedadas;

- Limpar as calhas, retirando folhas e objetos acumulados;

- Manter galões, tonéis, poços e tambores bem vedados;

- Guardar pneus, plásticos ou qualquer outro objeto que possa acumular água em local coberto, protegido contra a entrada de água;

- Guardar garrafas e tampinhas viradas para baixo;

- Manter ralos limpos e vedados;

- Manter as bandejas de ar condicionado limpas e sem água;

- Limpar o recipiente do motor da geladeira;

- Eliminar os pratos dos vasos de planta ou enchê-los com areia;

- Manter o vaso sanitário fechado (especialmente quando viajar);

- Tratar a água da piscina regularmente;

- Antes de viajar, verifique se no quintal ou na residência existem recipientes que possam acumular água e eliminá-los ou colocá-los em área coberta e protegidos contra a entrada de água;

- Quando possível, utilizar repelentes, roupas claras e compridas (camisa de manga e calça comprida), principalmente se for visitar áreas onde é conhecido o elevado número de ocorrência de dengue, zika e chikungunya.