Até aqui nos ajudou o Senhor

6ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro nega habeas copus a Eduardo Fauzi

30/01/2020

O principal suspeito de ser um dos integrantes do grupo terrorista que promoveu ataque contra a produtora do Porta dos Fundos, em dezembro do ano passado Eduardo Fauzi Richard Cerquise, está foragido na Rússia e tem um mandado de prisão temporária expedido, assim que pisar no Brasil, ele deverá ser cumprido. A defesa de Fauzi entrou com pedido de habeas corpus, para mantê-lo em liberdade, mas o pedido foi negado pela 6ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro. Embora o advogado de Fauzi tenta fazer uma minimização jurídica, tratando o atentado como "mero dano patrimonial causado por explosão". O desembargador foi justo e entendeu que o ataque foi "tentativa de homicídio e, portanto, cabe a prisão temporária". A justificativa do pedido do habeas corpus chaga a ser ridícula "mero dano patrimonial causado por explosão". Isso é brincadeira?