De quem partiu a ordem? Parte II

04/02/2020

De quem partiu a ordem? Parte II. As instituições perderam mesmo o respeito pelo judiciário do país. Uma decisão judicial entendeu como legal a greve dos petroleiros e a ocupação de um grupo ligado à FUP (Federação Única dos Petroleiros) de uma sala na sede da estatal no Rio de Janeiro. Entretanto mesmo considerada legal a diretoria da Empresa continua a desrespeitar uma decisão da juíza Rosane Ribeiro Catrib enfatiza a legitimidade da ação dos petroleiros. Desde o último final de semana os trabalhadores estão sendo tratados como terroristas, a direção da estatal ordenou que se cortasse a água e a energia do andar onde eles estão concentrados e desde domingo vem impedindo que água e comida chegue até o grupo. O próximo passo desse tipo de ação é a invasão armada de grupo de ação tática. Esperemos que essa não seja o desfecho que a direção da estatal está preparando. Onde está o ministro de minas e energia que já não encarregou alguém para servir de mediador em uma questão tão preocupante. Perguntar não ofende.