Até aqui nos ajudou o Senhor

Em pleno seculo XXI senador não usa App bancário 

19/06/2020

O MPF (Ministério Público Federal ) informou o policial militar Diego Sodré de Castro Ambrosio, suspeito de envolvimento no esquema de rachadinha no gabinete da Alerj que ocupava Flávio Bolsonaro, quando deputado estadual. A investigação aponta que o suspeito movimentou em suas contas bancárias "quantias em espécie incompatíveis com o cargo que ocupa". O procurador Sérgio Pinel encontrou vestígio de envolvimento entre Flávio e Ambrósio, os relatórios do antigo Coaf mostra o pagamento de um boleto do valor de R$ 16,5 mil em nome da mulher de Flávio em 2016. Segundo o senador o PM teria feito um favor a ele a efetuar o pagamento do boleto fora do horário bancário. Estranhíssimo o fato de nem o senador, nem sua esposa operar Apps bancários, e precisarem de um terceiro para efetuar um pagamento. Será fácil ao MPF verificar se os envolvidos fazem ou não uso de Apps bancários ou não.