Até aqui nos ajudou o Senhor

Bolsonaro convida presidente argentino a vir ao Brasil

13/12/2019

Alguns atos do presidente Bolsonaro, precisam ser estudados pela Nasa. Depois criticar, de violar todos os fundamentos da diplomacia externa, de não cumprimentar a vitória eleitoral do presidente, de não ir a posse do presidente Alberto Fernández e sua vice Cristina Kirchner (direito e decisão respeitada), e quase deixar o Brasil sem representante na cerimônia. Agora como se nada tivesse acontecido, convida-o para visitar o país, "Se ele quiser nos visitar, estou à disposição. Está convidado, se quiser visitar o Brasil, será motivo de satisfação". Satisfação que vem aliada a uma realidade incontestável, Brasil e Argentina têm fortes laços na questão do gás natural e da exportação agrícola, especialmente o trigo. O país vizinho é o 'Maior', com M maiúsculo mesmo, parceiro comercial. Nosso presidente precisa aprender urgentemente a controlar sua língua, quando o assunto é o governo, muitos comentaristas políticos já disseram que o presidente parece estar no churrasco de fim de semana, onde tudo é permitido. Ele já falou que a China estava comprando o Brasil e hoje quer abrir o livre comércio entre as nações, disse que os argentinos escolheram mal seu presidente e hoje o convida para jantar. Ele, Bolsonaro, tem todo o direito de ter suas convicções pessoais, que precisam ser respeitadas. Mas ele, presidente, representa a nação e suas opiniões pessoais devem ficar para si, são irrelevantes.