Até aqui nos ajudou o Senhor

Quando os meios justificam o fim

05/01/2020

Nenhuma convicção ideológica pode aceitar extermínio de seres humano ou qualquer outro meio, travestido de luta contra o terrorismo. O presidente Bolsonaro falou em meu e em seu nome, que apoiamos esses atos. "A nossa posição é se aliar a qualquer país no mundo no combate o terrorismo. Nós sabemos, em grande parte, o que o Irã representa para os os seus vizinhos e para o mundo. A vida pregressa dele (Suleimani) era voltada em grande parte para o terrorismo. Nossa posição aqui no Brasil é bem simples, tudo que pudermos fazer para combater o terrorismo, nós faremos. Nós somos favoráveis a qualquer medida que combata o terrorismo no mundo", afirmou. Entretanto existem centenas de definições para terrorismo, ele não é um fenômeno entendido da mesma forma pelas pessoas. Talvez o conceito mais comum de terrorismo seja uso de violência, física ou psicológica, através de ataques localizados a elementos ou instalações de um governo ou da população governada . Sendo utilizado por uma grande gama de instituições como forma de alcançar seus objetivos, como organizações políticas, grupos separatistas e até por governos no poder. Com base nessa definição cremos que as Fakes News divulgadas frequentemente podem ser consideradas uma forma de terrorismo, pois em grande parte trata-se de violências psicológicas, extremamente ofensivas. O fato é que o governo Trump usou de uma ofensiva terrorista, em nome do combate ao terrorismo. O segundo no comando da Guarda Revolucionaria Iraniana Gholamali Abuhamzeh, disse que alvos israelenses e estadunidenses podem ser atingidos pelo Irã, cerca de 35 alvos americanos na região do estreito de Ormuz, bem como Tel Aviv em Israel, estão ao nosso alcance, levantando a perspectiva de possíveis ataques a navios no Golfo com retaliação. Enquanto isso o mundo segue na expectativa do desenrolar dessa situação.