Até aqui nos ajudou o Senhor

Aliança pelo Brasil, sem aliança com a mídia 

22/11/2019

Se é assim tá! O presidente realizou em Brasília o lançamento do seu novo partido, o 'Aliança pelo Brasil'. O evento aconteceu em um hotel de luxo, ao lado do Palácio Alvorada. Mais uma vez o presidente fez questão de acirrar sua conturbada relação com a imprensa. Enquanto 17 jornalistas alinhados comum sua ideologia foram convidados e puderem entrar, outros profissionais tiveram que ficar em um gramado sem uma mínima estrutura de cadeiras mesas tomadas e mesmo um toldo. Jornalistas tiveram que se organizar na grama úmida da chuva e os cinegrafistas só puderam registrar as imagens através de um telão. Bem ao estilo do tudo que seu mestre mandar... os apoiadores do novo partido gritavam pouco antes do início do evento, palavras de ordem contra a empresa (informa a reportagem do Uol), lembrando que recentemente o presidente postou um vídeo onde classifica a imprensa e alguns órgãos de Hiena. Sem muito esforço o presidente já foi pego em ato falho ao se referir ao novo partido como "O meu Partido" e 'Eu não vou participar de eleições municipais" etc. A provisoria do partido tem Bolsonaro como seu presidente, o senador Flavio primeiro vice-presidente, como segundo vice o suplente de senador Luiz Felipe Belmonte, e o advogado Admar Gonzaga, como o secretário-geral da comissão provisória e a advogada Karina Kufa como tesoureira, a Aliança terá entre seus compromissos o combate ao "comunismo, globalismo, nazifascismo e toda ideologia que atente contra a dignidade humana e a ordem natural".O caminho está a frente, o que será que o futuro nos reserva?