Até aqui nos ajudou o Senhor

Carlos Bolsonaro volta a atacar militares do governo

03/07/2019
Foto Divulgação/Arquivo Internet
Foto Divulgação/Arquivo Internet

Quando tudo parece caminhar com tranquilidade no governo federal, entra em cena mas um do clã para criar um novo clima. O vereador Carlos Bolsonaro voltou a atacar militares do governo do presidente Bolsonaro. Indiretamente o vereador atacou o chefe do GSI, postando um vídeo que acusa o GSI e a FAB de cúmplices do sargento Manoel Silva Rodrigues. O sargento faz parte da tripulação de uma aeronave que serve a ao governo federal e foi preso na Espanha conduzindo 39 quilos de cocaína em uma mala. O vídeo no site bolsonarista atacou frontalmente o general Heleno afirmando que "a culpa é dele". Triste neste governo é a responsabilidade factual, do velho ditado que filho feio não tem pai. Quando o caso veio à tona o general chegou a dizer que não era responsabilidade do GSI a revista da aeronave e tripulantes e sim da FAB. A Força Aérea não se pronunciou sobre esta situação, mais o vereador sim, Carlos Bolsonaro disse: "Por que acha que não ando com seguranças? Principalmente aqueles oferecidos pelo GSI? Sua grande maioria podem ser até homens bem intencionados e acredito que seja, mas estão subordinados a algo que não acredito. Tenho gritado em vão há meses internamente e infelizmente sou ignorado". indiretamente ele falou direto que não confia no comando do general Heleno. Embora o histórico dos comandos do general realmente não seja os melhores, são justifica este tipo de agressão. Carlos Bolsonaro primeiramente deveria se portar como um parlamentar, depois como membro da família presidencial, e pensar (o que é difícil) que seus atos e declarações impensadas provocam desgastes ao governo do presidente.