Até aqui nos ajudou o Senhor

Cresce o número de morte pela Dengue no país

04/08/2022

Uma triste constatação, o sucateamento de vários ministérios tem sido uma constante neste governo. Entre eles, sofre o Ministério da Saúde, até o dia 25 do mês passado a Dengue já tinha matado 752 pessoas no país, o equivalente a 25 óbitos por semana. São mais de 205,6% do total de mortes em todo o ano de 2021. Esse número ainda vai aumentar com certeza, existe a possibilidade de 2022 se tornar o ano com maior registro de mortes pela doença nos últimos dez anos. Isso porque, até julho já havíamos alcançado o terceiro maior número de série histórica iniciada em 2013. O grande número de casos tem relação com a pandemia de Covid-19. O isolamento imposto ao longo do ano passado, também reduziu a circulação do vírus causado pelo mosquito Aedes aegypti, derrubando o número de casos e, consequentemente, de óbitos causados por ela. Na ausência de uma vacina para o público-geral, o foco deve estar na prevenção: o combate ao mosquito, vetor de transmissão do vírus da dengue. Para enfrentar a dengue, o Ministério da Saúde divulgou a distribuição de 68,4 milhões de pastilhas de larvicida para tratamento de depósitos de água e de 5.870kg de inseticida para pontos estratégicos, como borracharias e ferros-velhos, entre outras medidas. Mas assim como na Covid-19, as medidas de profilaxia também precisam ser implementadas. A lição simples são os cuidados, que foram deixados para trás.