Eleição 2022 FiqueDeOlho para não ser enganado

13/05/2022

É sempre a mesma estória, para pegar desprevenidos os eleitores de primeira viagem, Só entre janeiro e abril deste ano o país ganhou 2.042.817 novos eleitores entre 16 e 18 anos, um aumento de 47,2% em relação ao mesmo período em 2018. Uma publicação voltou a circular nas redes sociais às vésperas do primeiro turno das eleições. 'Só um aviso aqui, galera. Ontem passei pelo treinamento para os trabalhos para a justiça eleitoral no próximo dia 7. Lembrem-se de votar em todos os candidatos. Se votar só em Presidente, e votar em branco nos outros, o voto é tido como voto parcial. Logo, seu voto é anulado. Só computa voto válido quando o voto é completo', diz o texto compartilhado no Facebook e no Twitter. As mensagens continuam: 'Questionei isso lá, dizendo que a sociedade não tinha ciência de que voto parcial não é computado como voto válido. Questionei indignado, mas a instrutora foi bem clara em dizer que não era computado. Logo, vamos ficar espertos, repassem a todos'. Essa é mais uma fake news descarada. Em 2018 a mensagem viral circulou em tom de alerta. O FiqueDeOlho, se informou sobre essa questão e recebeu a seguinte informação. No processo de votação, cada voto é um voto separado. O fato de uma pessoa votar nulo em determinado cargo não interfere na escolha para outro cargo. Entretanto, para não correr o risco de anular o voto sem querer, é fundamental prestar muita atenção à ordem de votação. O TSE desmentiu esse boato em 2018 e voltou a fazê-lo agora em 2022. O tribunal classificou esse conteúdo como falso. 'O eleitor pode, sim, escolher votar apenas para presidente. O voto não é invalidado se o eleitor votar em um só cargo e optar por nulo ou branco nos demais``, afirmou a instituição, que confirmou à AFP em 8 de maio de 2022 que a informação se mantém válida para as eleições de 2022.